fbpx

Fique por dentro de nossas novidades. Cadastre-se.

Enviaremos notícias e informativos atualizados sobre o segmento.

Cadastrar

Somos contra a política de envio de spams. Caso queira remover seu email de nossa mailing, basta nos enviar um email solicitando a remoção.

ERP ou CRM: qual deles sua empresa precisa no momento?

Muitas pessoas ainda têm dúvidas em relação ao significado destas siglas. E se você quer saber mais sobre elas, faz muito bem.

Na verdade, não se informar corretamente sobre o potencial das soluções que pretendem adotar em suas empresas é um erro que muitos ainda cometem.

Prova disso são dados do estudo “O impacto dos requisitos no sucesso de projetos de tecnologia” que demonstram que ao longo dos últimos anos quase 70% dos projetos de TI têm resultados abaixo do esperado. Não investir em TI ou compreender como extrair o máximo da tecnologia adotada por sua empresa, pode ser ainda mais prejudicial!

Veja mais números divulgados pela mesma fonte:

  • Empresas com pouca capacidade de análise dos dados de seu negócio têm 3 vezes mais fracassos que sucessos em seus projetos.
  • Mais de 41% do orçamento de desenvolvimento de TI, seja para softwares, pessoal, ou consultores será gasto com requisitos inadequados e análises simplórias.

E mais: segundo pesquisa da consultoria Gartner Group, percebendo a necessidade de investir em TI, as organizações pretendem aumentar seus investimentos em TI em 2017, em relação ao ano anterior, em 2,9%, com aumento de 7,2% nos gastos com software e de 4,8% com serviços de TI.

Já, em outras áreas, como equipamentos e serviços de telecomunicações, os investimentos dessas mesmas empresas crescerão bem menos, em torno de 0,4%.

Percebe-se que o investimento em softwares (como ERP e CRM, por exemplo) lidera essa tendência.

Nesse contexto, preparamos este artigo completo para que você possa entender melhor sobre dois dos mais importantes sistemas de TI usados pelas empresas:  ERP e CRM.

Confira o significado dessas siglas, quais as diferenças entre eles, vantagens e benefícios de cada um, como implementar em sua empresa e muito mais.

ERP e CRM: definindo os conceitos

Duas siglas em inglês que merecem ser traduzidas corretamente e explicadas direitinho, antes de continuarmos:

Qual o significado da sigla ERP?

ERP significa, em inglês, Enterprise Resource Planning, isto é, Planejamento dos Recursos da Empresa.

Portanto, trata-se de um software de aplicação bastante ampla, normalmente dividido em módulos, e é a base para a gestão geral da organização, integrando informações de diversas áreas.

O ERP centra-se na redução de custos como um todo e na eficiência da gestão. Assim, ao tornar os processos de negócios mais eficientes (compras, RH, marketing, vendas, produção etc.), ele reduz a quantidade de capital necessário para a operação da empresa.

Principais características de um sistema ERP:

  • Sistemas ERP são compostos por módulos de softwares;
  • São sistemas de informação integrados que utilizam diversos dados de maneira unificada;
  • Seu objetivo é implementar as melhores práticas aos processos de negócios;
  • Sua abrangência funcional é bastante ampla;
  • Sua flexibilidade responde às constantes mudanças nas empresas/operações;
  • Sua automatização permite a coleta de dados e processamento em tempo real (ou próximo dele), sem a necessidade de procedimentos manuais.

Qual o significado da sigla CRM?

CRM significa Customer Relationship Management, isto é, Gestão do Relacionamento com o Cliente.

Portanto, trata-se de um software de aplicação menos ampla que o ERP, já que seu foco é o relacionamento e acompanhamento das negociações com o cliente, mas igualmente importante (juntamente com o SCM, como veremos mais adiante).

O CRM ajuda a empresa a manter um relacionamento de longo prazo com os clientes, conhecê-los profundamente e fidelizá-los, ao descobrir as preferências de cada um deles para oferecer exatamente o que precisam, na hora certa e nas condições mais adequadas.

Principais características de um sistema CRM:

  • Funcionalidades tanto para gerenciar os negócios e a força de vendas como conhecer melhor os clientes;
  • Base de dados sobre os clientes, com dados de contato unificados;
  • Histórico de todas as interações com os clientes;
  • Segurança de todas as informações comerciais;
  • Lembretes de atividades de follow-up, por exemplo, visitas, telefonemas, envio de e-mails, entrega de mercadorias;
  • Um sistema CRM eficiente, hoje em dia, precisa estar baseado na nuvem e permitir acesso remoto por meio de qualquer dispositivo móvel;
  • Visualização ágil do funil de vendas e o fluxo de negócios;
  • Acesso a estatísticas e relatórios gerenciais sobre desempenho de vendedores, previsão de vendas, segmentação e outros.

Quer saber mais sobre o uso de sistemas CRM em sua empesa?

As 3 estrelas da gestão empresarial: ERP, CRM e SCM

Apesar de não ser o foco deste artigo, é importante mostrar que além do ERP e do CRM, outro sistema de informação importante para as empresas é o SCM, Supply Chain Management, ou Gestão da Cadeia de Suprimentos, em português.

Veja no quadro abaixo que cada um deles age de forma complementa e integrada – o SCM trazendo os recursos para a empresa, o ERP gerenciando seu processamento, controle financeiro e gestão e o CRM providenciando a organização comercial, geração de receitas e resultados, ao se relacionar com os clientes.

Afinal, qual a diferença entre ERP e CRM?

Acreditamos que por tudo que você viu até aqui, já deu para perceber várias diferenças entre estes dois softwares de gestão empresarial.

Enquanto o CRM é um software que gerencia o relacionamento com clientes e auxilia na gestão da força de vendas e dos negócios, o ERP é um conjunto de softwares unificados que gerencia os processos da organização como um todo, focado no planejamento dos recursos e em como aumentar a eficiência desses processos.

 

Quer saber mais sobre o assunto… postaremos mais em breve em outro post em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *